Dia 20… – Boa Viagem!

Hortência tem estado eufórica nos últimos dias. Carlos tem melhorado e Valentina deu uma leve esticada, as coisas parecem que voltaram a se acalmar. Minhas malas já estão prontas e o passaporte está a minha espera na bancada da cozinha, olhei tudo ao redor, em como as coisas haviam mudado, como sua ausência fizera sua…

Dia 19… – Lacunas

Eu deveria pedir desculpas pelo outro dia, por causa da música, mas não vou. Estive lutando bravamente nesses últimos dias e perdi todo esse meu “esforço” num único instante, mas agora é passado, eu acho. Finalmente consegui escutar a música depois do que havia acontecido e a tinha enxergado como ela era realmente, apenas uma…

Dia 18… -Quando bate a tormenta

Eu estava planejando as férias outro dia, queria conhecer o Sul. Eu amava o frio e talvez essa fosse a melhor oportunidade de conhecer Gramado & Cia., mas eu não contava com a mudança de planos na empresa. Ganhamos uma nova conta e isso fez com que quase toda a equipe ficasse alvoroçada , foi…

Dia 17… – Lapsos

Tem ficado cada vez mais fácil conviver com a ausência e tenho feito desse pensamento meu mantra. Eu só queria ter aprendido a fazer isso lá no comecinho de tudo, sabe? Teria nos poupado tanta coisa, tantos erros e ofensas… Encontrei um pensamento velho, seu, naquele seu caderno de anotações, e na real não sei…

Dia 16… – Novidades

Estavam acontecendo tantas coisas, que eu acabava me atrasando pra escrever ou me esquecendo, devido ao cansaço. Terminei as paredes, na minha humilde opinião, eu levo jeito pra coisa, ficaram lindas e claro meu pai não apareceu pra me ajudar, mas foi por uma boa causa, ia passear com minha mãe no fim de semana….

Dia 15… – Quando tudo volta a caminhar

    Hoje é um daqueles dias que batem a “bad“… Acordei cansada, como se um caminhão tivesse passado sobre mim e a sensação de vazio, depois de tantos dias que pareciam dizer que eu estava bem. Senti sua falta, não vou mentir, assim que abri os olhos e os deixei arder em lágrimas, minhas…

Dia 14…- Desespero

O dia hoje foi no mínimo tumultuado, odeio acordar cedo aos Domingos, mas hoje fui obrigada a acordar. Netuno estava de prontidão na minha cama, fazendo um barulho infernal, gato doido nunca o vi agi daquele jeito, mas hoje estava sem saco pra isso e perdi a paciência. Eram oito horas da manhã e se…

Dia 13… – Feliz aniversário

Por um instante esqueci… Abri os olhos e corri da cama para pegar o celular na sala. Passei por um Netuno preguiçoso que eu nem se quer virá antes de deitar. Eu tinha apagado seu número, mas nossa mente é uma tragédia e se recorda com perfeição daquilo que mais almejamos esquecer.

Dia 12… – Bukowsky

Estou encolhida no sofá, ouvindo Valentina gritar a plenos pulmões por Netuno, ele aparece aqui de vez e quando. Preciso contar que tomei um susto esses dias, não algo pavoroso, não. Algo que me deixou surpresa. A capa com contact preto nas laterais e a tarja amarela na parte inferior com as iniciais JP (Juliette…

No fim, que se dane! Só posso ser eu…

  Um amigo muito querido, num dia muito peculiar me mandou esse trecho de música: “All that I want for you, my son. Is to be satisfied…” ( Simple Man – Lynyrd Skynyrd) No meio de um turbilhão mental e com uma série de coisas pra se adaptar mentalmente (retornos, reencontros confusos, histórias que parecem…

Dia 11…- Consequências

  Eu relia nossas conversas religiosamente e terminei finalmente por apagar, a quem eu queria enganar. Eu fiquei um mês quieta diante dos outros, sorrindo forçosamente, saindo para lugares que faziam – me sentir – se vazia, tomando porres que me dopassem ao ponto de eu se quer me lembrar seu nome, vivendo, muitas vezes,…

Dia 10…

Tive que parar de escrever ontem, doeu o peito, fiz uma xícara de chá e me deitei, era difícil, sentir aquilo e ter que segurar, manter preso pra me provar que sou mais forte. Lembrar aquilo não era uma boa ideia. Ocupei a mente depois da ligação. Trabalhei feito louca a semana inteira, como se…